Então amor me diz, a onde foi que eu errei,
Foram tantas brigas, discursões que eu nem sei,
Não é a mesma coisa ,então me diz o que faremos,
Se é pra falar em culpa, talvez ambos tivemos,
Eu sei que eu só te quero do meu lado,
Podia ser tão simples, mas é tão complicado,
Quero só dizer, quanto eu te amo novamente,
Olhar nos seus olhos e não ver nada entre a gente,

Mas como eu vou dizer, Se não quer escutar?
Quem vai sorrir comigo? Quem eu vou abraçar?
Quem vai me disser que tudo passa cedo ou tarde?
Quem vai me beijar, pra que eu não morra de saudade?

Até ontem eu chorei, eu sei, mas hoje não,
Hoje não quero mais ouvir, aquela triste canção,
Fechos os olhos tento, deixar tudo pra trás,
Eu te amarei até que um dia, eles já não se abram mais,

Então amor me diz, a onde foi que eu errei,
Foram tantas brigas, discursões que eu nem sei,
Não é a mesma coisa ,então me diz o que faremos,
Se é pra falar em culpa, talvez ambos tivemos,
Eu sei que eu só te quero do meu lado,
Podia ser tão simples, mas é tão complicado,
Quero só dizer, quanto eu te amo novamente,
Olhar nos seus olhos e não ver nada entre a gente,
Olhar nos seus olhos e não ver nada entre a gente,

Fechos os olhos tento, deixar tudo pra trás,
Eu te amarei até que um dia, eles já não se abram mais,
Porque eu ainda tenho sonhos,cada um me conduz,
Um dia pego a sua estrela, a dez milhões de anos luz,
Mas por enquanto amor, é o que posso te dizer,
Meu coração ainda bate e bate só por você,
O que mais querer de mim, me fala nesse segundo,
Só não pede mais amor, eu te dei todo amor do mundo,
Me pede que eu te juro, eu faço até o impossível,
Depois de tanta luta eu me tornei indestrutível,

Sei que nessa vida tudo vai, tudo vem
Eu sei que estrelas caem, um dia a sua cai também.
Então só me diz que sente, a metade do que eu sinto,
Depois vem me dizer, quanto é a metade do infinito,

Só peço pra estrelas, que tudo termine bem,
Vivi tanto com você, que não sei como viver sem,
Desculpa se as vezes eu chorei na sua frente,
Não foi mas eu queria que fosse tão diferente,

Você é o maior dos meus amores, de cada um deles,
Se vivesse por mil anos, te amaria em todos eles,
Maior que o mundo todo, então eu nem meço,
Resumo o bastante, pra que ele caiba num verso,

Olho as cartas de amor, que ainda tenho no armário,
Você é perfeita, é nunca deixe que te digam o contrário,
É quem me faz correr, quando devia parar,
É quem me faz amar, quando eu devia odiar,
Só vou pensar em nos, daqui pra frente,
Estrelas pra contar, é mais nada entre agente.

Então amor me diz, a onde foi que eu errei,
Foram tantas brigas, discursões que eu nem sei,
Não é a mesma coisa, então me diz o que faremos,
Se é pra falar em culpa, talvez ambos tivemos,
Eu sei que eu só te quero do meu lado,
Podia ser tão simples mas é tão complicado,
Quero só dizer, quanto eu te amo novamente,
Olhar nos seus olhos e não ver nada entre a gente,
Olhar nos seus olhos e não ver nada entre a gente,
E não ver nada entre a gente,

E dá pra perceber, em cada um dos olhares,
Diferente dos demais, nos fomos feitos em pares,
As vezes eu te encontro, Será azar o sorte?
Só sei que do seu lado, o coração bate mais forte,
Só sei que do seu lado, um dia frio fica quente,
De repente, não existe, mais nada entre a gente,
Em cada beijo seu, lembrei, que o mundo parava,
Queria te dizer, mas não encontro uma palavra,
Não vou mudar caminhos, no meu próprio eu me movo,
Que o destino se encarregue, de trazer você de novo,

E que o destino se encarregue, De não por nada entre a gente.